• Elmo do Zeppelin.
  • Jobson Figueiredo entre os visitantes.
  • Miniatura do LZ-127 Graf Zeppelin.
  • Criança observando os itens.
  • Porcelanas originais do Hindenburg.
  • Estereoscópio com cartão de imagem do Zeppelin.
  • Jobson fazendo uma explicação.
  • Selos de dezenas de países sobre o Zeppelin.
  • Foto de Carl Bruer, embarcação local chamada de "jangada".
  • Antiga bússola de metal.
  • Correspondência brasileira homenageia o Hangar no Rio de Janeiro.
  • Livro original de Carl Bruer em exposição.
  • Detalhe da capa do livro.
  • [produção] Edson Barbosa trabalha na montagem da exposição.
  • [produção] Preparativos no dia anterior ao lançamento.
  • [produção] Montagem da exposição.

Zeppelin: Recife - Rio

Em 2017, o Recife recebeu mais uma exposição com o Zeppelin como protagonista. A exposição realizada por Jobson Figueiredo, no Museu da Cidade do Recife, contou com material inédito e extraordinário. Fisicamente, ela possuía um lado com painéis sobre o dirigível no Rio de Janeiro e outro lado sobre o dirigível no Recife; nas outras paredes, as apresentações da exposição e a exibição de um vídeo. No centro da sala, cinco expositores com itens originais e raros da coleção de Jobson Figueiredo. Os itens expostos chamaram bastante atenção dos visitantes que puderam ver porcelanas originais do Hindenburg (o mais luxuoso do dirigíveis), correspondências da época, um elmo, medalhas, selos, cartões postais, livros e muito mais. Uma verdadeira viagem pela dimensão material daquele período.

Além da exposição, o evento contou com o lançamento de três livros. O maior destaque vai para o livro "Com o dirigível 'Graf Zeppelin' para Pernambuco", lançado pela primeira vez em português, cujos direitos foram gentilmente cedidos pela editora Frost Publishing. Escrito pelo alemão Carl Bruer, o livro é o diário do autor em sua viagem a bordo do Zeppelin para Pernambuco. Após chegar à cidade, ele ainda passeou pelo Recife e por Olinda. Escrito com bastante vida e detalhes, o livro tem fotografias e ilustrações do próprio autor. Para os recifenses, é um presente e mostra do cotidiano da cidade na década de 1930, para os demais leitores, uma fantástica viagem pelo início da aviação.

Para comprar o livro, clique aqui.

O segundo livro foi "No céu do Rio: registro histórico do Zeppelin no Rio de Janeiro", escrito por Jobson Figueiredo, Igor Colares e Helton Cezário mostrando a passagem pela então capital federal do Brasil. O terceiro livro lançado foi a segunda edição do sucesso "Zeppelin no Recife", que ganhou um formato maior, duas novas imagens e um novo texto, escrito por Sylk Schneider, que descreve um pouco de suas descobertas a respeito do Zeppelin na capital pernambucana.

Para assistir o vídeo do evento, clique aqui.


Português
Inglês
© 2018 - Todos os direitos reservados