• Santa durante processo de restauração.
  • Santa do Morro da Conceição antes da restauração, 2001.
  • Início da montagem dos andaimes.
  • Ferrugem nos capitéis.
  • Danos extremos no nicho da Santa.
  • Detalhe da deterioração da peça.
  • Ferrugem em uma das bases do nicho.
  • Estrutura completamente enferrujada.
  • Detalhe de ferrugem.
  • Processo de retirada da Santa de dentro do nincho.
  • Remoção de base falsa em torno da base original.
  • Início do trabalho de remoção e análise da pintura antiga.
  • Processo de restauração da pintura.
  • Escultura sem tinta.
  • Santa restaurada ainda sem nova pintura.
  • Colocação da Santa restaurada de volta ao nicho também completamente restaurado.
  • Santa completamente restaurada para a Festa do Morro em 2001.

nossa senhora

O Morro da Conceição abriga uma peça francesa em ferro fundido da Nossa Senhora da Conceição. Todo ano, no dia 29 de novembro milhares de fiéis vão em procissão ao morro em festividades em homenagem a santa. Em 2001, após laudo técnico, foi verificado o comprometimento da estrutura do nicho, detectado inclusive, o risco de desabamento. O desgaste natural do tempo e o uso de materiais impróprios, oxidaram e danificaram a estrutura de forma tal, que a restauração se fez obrigatória.

Durante o trabalho de pesquisa histórica foi percebido que o cinturão de concreto feito anos antes, descaracterizava a originalidade do monumento. A comparação da forma original com a forma naquele ano foi debatida em vários níveis e ambientes. O presidente do IAHGP - Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano deu um parecer técnico que concordava com a retirada do cinturão e volta a forma original da peça. O padre da capela ainda levou o assunto ao arcebispo de Olinda e Recife, que também concordou no retorno a forma original.

Numa operação que envolvia engradados de trilhos e cantoneiras, pela primeira vez a imagem foi retirada do nicho. A comoção dos fiéis que acompanharam o processo foi inevitável. Num cronograma apertado, a estrutura foi reformada, o nicho e a santa em ferro (feitos pela fundição francesa Val d’Osne) foram todos restaurados por Jobson Figueiredo. Depois de meses de trabalho, os fiéis receberam a “nova” santa no dia 28 de novembro e puderam fazer, no dia seguinte, a Festa do Morro com uma imagem revitalizada.

Português
Inglês
© 2018 - Todos os direitos reservados