• Foto com Zeppelin atracado no Jiquiá na década de 1930.
  • Localização da Torre do Zeppelin no Parque Jiquiá, no Recife.
  • Situação da Torre em 2003.
  • Escadaria antes da restauração.
  • Ferrugem em diversas áreas e níveis, 2003.
  • Furo em estrutura de sustentação.
  • Em 2007, a Torre recebeu a primeira intervenção de Jobson Figueiredo.
  • Medidas de estabilização foram tomadas para a Torre não correr o risco de cair.
  • Sapata antes da restauração.
  • 2012, situação pós Estabilização, mas antes da Restauração.
  • Sapata coberta por vegetação.
  • 2012, início da restauração.
  • Escavação em volta das quatro sapatas da Torre.
  • Plataformas antes da restauração, 2003.
  • Plataformas durante a restauração, 2012.
  • Plataformas após a restauração, 2013.
  • Processo de restauração.
  • Solda no eixo central.
  • Fabricação de peças para reposição.
  • Maçarico para produção de peças em falta.
  • Trabalho de restauro no centro da Torre.
  • Restauração de uma das sapatas.
  • Situação da sapata em processo de restauro.
  • Sapata após o jateamento.
  • Sapata completamente restaurada e pintada.
  • Processo de jateamento.
  • Eixo central antes do restauro (visão inferior).
  • Eixo central pós restauro (visão inferior).
  • Beirada da plataforma 2 antes da restauração.
  • Beirada da plataforma 2 depois da restauração.
  • Plataformas durante restauração.
  • Plataformas depois de restauradas.
  • Plataforma 1 ainda sem o novo piso.
  • Plataforma 1 com novo piso em compensado naval e pintura protetora.
  • Eixo central telescócipico em seu nível mais baixo
  • Subida do eixo central telescócipico, primeiro momento.
  • Subida do eixo central telescócipico, segundo momento.
  • Subida do eixo central telescócipico, terceiro momento.
  • Torre do Zeppelin completamente restaurada, vista inferior, 2012.
  • Torre do Zeppelin completamente restaurada, 2012.

torre do zeppelin

A restauração da Torre do Zeppelin foi concluída com o fim das obras da 2ª Etapa em abril de 2013. O trabalho de Jobson Figueiredo, através da empresa Artesanal, com suas décadas de experiência no restauro de peças históricas, apresenta o rigor formal e os critérios de restaurações dessa natureza. Todo o processo foi documentado e ganhará a forma de um livro, com documentos, fotos e registro da restauração. Este livro, além do caráter documental, terá um teor didático para estudiosos da área.

Graças ao mapeamento efetuado na 1ª Etapa (em 2007), a 2ª Etapa foi realizada com segurança. O longo processo de restauração passa por diversas ações, das quais pode-se destacar: estabilização da Torre; substituição de todas as peças que apresentavam danos irreversíveis; reparos preservando o máximo de peças originais para manter o corpo e a alma do antigo equipamento da aviação mundial; remoção, através de processo mecânico, das camadas de tinta da torre para colher informações das antigas cores originais; jateamento das peças; limpeza completa e correção dos erros da antiga restauração.

Esta obra representa o coração do Parque Jiquiá, a peça fundamental de um projeto com grande poder cultural, social, científico e turístico para a cidade do Recife. A qualidade e rigor formal da restauração permitirão que a sociedade desfrute dos locais importantes do Recife, que devem ser preservados, por muitas gerações.


Português
Inglês
© 2018 - Todos os direitos reservados